english

français

O BAILE DOS CANDEEIROS

Todos nós temos um universo mágico que carregamos da nossa infância. Candeeiros humanos, autónomos, espalhados por pontos estratégicos, transformam os espaços que habitam, e deslocam-se através deles com movimentos específicos: acendem, apagam, respiram, interagem...

Esta intervenção artística, parte de um conceito de instalação plástica, associado a uma composição coreográfica de movimento dos corpos no espaço, e da luz como cenário visual vivo.

Com este trabalho, a companhia RADAR 360º, quer reforçar o acto criativo no universo das artes de rua, apostando numa intervenção não convencional, com fortes contornos plásticos, tendo como Público-alvo, toda a pessoa que cruze o espaço público, e equacione cruzar-se com um candeeiro dançante!

 

FICHA ARTÍSTICA:

Género: Dança, Performance e Instalação

Público-Alvo: Público geral

Duração: 45m (aprox)

Direção Artística: António Oliveira

Interpretação: António Oliveira, Filipe Caco, Filipe Moreira, Flávio Rodrigues, Mariana Amorim e Julieta Rodrigues

Sonoplastia: Fernando Rodrigues

Adereços e Cenografia: António Oliveira, Emanuel Santos  e Pedro Estevam

Investigação da Luz: Rui Ferreira e Luis Miranda

Figurinos: Julieta Rodrigues

Direção Técnica: Emanuel Santos

Fotografia: Diogo Azevedo, Gilberto Figueiredo , Joaquim Baptista, Júlio Moreira, Luis Filipe Gonçalves Rodrigues e Rui Miguel Pedrosa

Produção: RADAR 360º

Apoios à Criação: Fábrica da rua da Alegria e Esmae